Infraworksys Soluções em Tecnologia
Boa noite - Terça-feira, 04/08/2020 Você está em: HOME > Notícias

  » Indique a Infraworksys
  » Previsão do tempo
  » Cotações BACEN
  » Links úteis
  » Downloads
  » Notícias
  » Dicas
  » Localização



Newsletters Infraworksys
Cadastre-se e receba nossos informativos.

Nome:

E-Mail:

Aceito receber.



Notícias

Inscreva-se em nosso Feed RSS e receba nossas notícias mais rapidamente.
   Adicionar ao Pageflakes - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao Google Reader / iGoogle - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao My Yahoo - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao Netvibes - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao MyMSN - RSS Notícias - Infraworksys

Categoria:

Criado em: 18/10/2007 18:05:17
Categorias: Microsoft, Processadores


A tecnologia 64-bits e sua evolução

Com o recente lançamento do Windows Vista, os usuários domésticos tiveram pela primeira vez acesso simultâneo às versões 32-bits e 64-bits de um sistema operacional da Microsoft, uma vez que a versão 64-bits do Windows XP foi lançada bem depois da versão 32-bits. Vários problemas de compatibilidade dos aplicativos ainda afastam os usuários da tecnologia 64-bits, e muitos 'especialistas' alegam que a única diferença entre as duas tecnologias é que 'um processador 64-bits suporta mais de 4GB de memória'.

Realmente há a mudança no suporte de memória entre as tecnologias 32-bits e 64-bits, mas há muito mais diferenças. Basicamente, processadores de 64-bits conseguem lidar em teoria com o dobro de dados em cada ciclo em comparação aos processadores de 32-bits, mas isso não significa que eles sejam duas vezes mais rápidos.

O conceito de 64-bits surgiu em 1961 com o IBM 7030 Stretch e sempre se focou no mercado de servidores de alto desempenho e supercomputadores. A popularização da tecnologia deu início em 1994, em uma parceria da Intel com a HP que resultou nos processadores Itanium em 2001. Mas apenas em 2003, com os chips Athlon 64 e Opteron da AMD, a tecnologia conseguiu ser levada para o consumidor doméstico, com a vantagem de manter a compatibilidade com programas 32-bits (praticamente todo o mercado). Mas de nada adiantava a tecnologia 64-bits dos processadores se o sistema operacional não soubesse como usá-la, e isso explica a necessidade de uso das versões 64-bits para aproveitar ao máximo o que eles podem oferecer.

O grande problema dos processadores é descobrir qual é tamanho exato dos dados que devem ser processados num único ciclo. Decidiu-se, através do processador 8086 (pai de todos os processadores atuais) que todos os dados e instruções sempre teriam 16-bits, mas com o tempo e a evolução dos processadores, simplesmente não era mais viável 'cortar' grandes quantidades de dados em 'fatias' de 16-bits. Por isso, os processadores atuais conseguem processar mais de uma instrução de 16-bits ao mesmo tempo. Processadores de 32-bits lêem duas instruções de 16-bits por ciclo, e processadores 64-bits lêem quatro instruções.

A medida é ineficiente, pois seria melhor processar uma única instrução de 32-bits ou 64-bits, mas desta forma, mantém-se a compatibilidade com as tecnologias antigas. De forma semelhante, a memória é acessada através de instruções específicas de 16 bits que também são processadas. Como os processadores de 64-bits processam quatro instruções de 16-bits ao mesmo tempo, é possível acessar diferentes partes da memória e a capacidade total acessada consegue ser maior. Mas o que seria vantagem acaba virando necessidade, pois todas as instruções processadas pelos chips de 64 bits são maiores.

Os atuais sistemas operacionais com versões 64-bits são considerados híbridos por conseguirem executar programas 64-bits e 32-bits simultaneamente. Com isso, a computação 64-bits destes sistemas não é totalmente verdadeira, mas a compatibilidade com programas atuais se mantém. Um sistema operacional totalmente 64-bits que impede a execução de qualquer programa feito em 32-bits tem a vantagem da melhoria de velocidade e de segurança, mas em compensação não pode rodar aplicações 32-bits, as mais comuns no mercado.

Estamos no meio da transição dos 32-bits para os 64-bits, e isso deve demorar muito até estar concluída. Na transição dos 16-bits para os 32-bits, a Microsoft lançou cinco versões diferentes do Windows, começando com o Windows NT, que foi o primeiro sistema operacional 32-bits da empresa.

Fonte: Baboo


Envie por E-Mail

Os meios eletrônicos desafiam operadores do Direito
Governo lança cartilha com dicas de segurança em redes sociais
Lenovo planeja comprar rivais no Brasil
Você tem perfil para abrir uma empresa on-line?
Microsoft e ITI fecham acordo de cooperação
Funcionários não conseguem se desconectar.
Suporte estendido para Windows 2000 Server termina em 13 de julho de 2010
Funcionário da MS cogita Windows de 128 bits
Google invade privacidade e afronta Constituição
Advogados se rendem às facilidades dos smartphones
Antivírus fraudulento brasileiro "sequestra" sistema
Gripe suína é explorada por spammers
A era da tecnologia é também a era da insegurança
NIC.br cria mais três tipos de domínios
Justiça do Trabalho inicia implantação do processo virtual em nível nacional

Página de 7   
Total de notícias: 98


® 2007 Infraworksys Soluções em Tecnologia - Todos os direitos reservados!
Política de privacidade - Termos e condições