Infraworksys Soluções em Tecnologia
Boa noite - Terça-feira, 04/08/2020 Você está em: HOME > Notícias

  » Indique a Infraworksys
  » Previsão do tempo
  » Cotações BACEN
  » Links úteis
  » Downloads
  » Notícias
  » Dicas
  » Localização



Newsletters Infraworksys
Cadastre-se e receba nossos informativos.

Nome:

E-Mail:

Aceito receber.



Notícias

Inscreva-se em nosso Feed RSS e receba nossas notícias mais rapidamente.
   Adicionar ao Pageflakes - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao Google Reader / iGoogle - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao My Yahoo - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao Netvibes - RSS Notícias - Infraworksys   Adicionar ao MyMSN - RSS Notícias - Infraworksys

Categoria:

Criado em: 11/09/2008 12:21:16
Categorias: Assuntos jurídicos, Certificação digital, Criptografia, Hackers, Inclusão digital, Informatização, Processo eletrônico, Segurança, Segurança pública, Sustentabilidade


OAB já pode emitir certificados digitais para advogados

por Gláucia Milicio

O principal obstáculo para que advogados pratiquem atos em seu escritório que, atualmente, exigem sua presença no tribunal está para ser removido. A partir de agora, a própria OAB poderá registrar a assinatura digital do profissional - o que legitimará seus emails com firma reconhecida, validando o ajuizamento de ações, recursos, notificações, entre outros atos.

A autorização para que a OAB atue como Autoridade Certificadora foi publicada no Diário Oficial, na sexta-feira (05/09/2008). Na prática, a entidade poderá fornecer aos advogados de todo o país a assinatura digital para que eles atuem nos tribunais, fóruns e varas que já têm processo eletrônico.

Nos tribunais superiores, no Supremo Tribunal Federal e em diversos tribunais do Trabalho e Juizados Especiais já é possível peticionar digitalmente. "Com a OAB emitindo os certificados, a adesão de advogados ao processo digital deve aumentar substancialmente", acredita o presidente da Comissão de Tecnologia da Informação do Conselho Federal da Ordem, Alexandre Atheniense.

A conseqüência natural do aumento do uso do processo digital, é o julgamento mais rápido das causas. Uma comparação feita no TRF da 4ª Região, por exemplo, quando se implantou por lá o processo eletrônico, mostrou que enquanto o processo em papel levou mais de 600 dias para ser resolvido, um caso semelhante conduzido digitalmente foi solucionado em 52 dias.

Para o advogado Omar Kaminski, esse é o primeiro passo para a implantação da chamada Justiça 2.0, menos morosa e mais eficaz. Ele acredita que o processo digital será um divisor de águas no mundo do Direito.

Alexandre Atheniense é entusiasta da permissão para que a OAB emita os certificados. Ele afirma que a diferença entre a OAB e as demais autoridades certificadoras é a de que a Ordem tem abrangência nacional, enquanto as outras só atuavam regionalmente.

Os advogados terão a possibilidade de transmitir peças processuais, procurações, elaborar e fechar contratos por meio digital, o que os fará economizar tempo, dinheiro e papel. Será cobrado R$ 130 por um certificado, no qual será gravado o chip de identidade do advogado com validade de três anos a partir da emissão.

Ophir Cavalcante, diretor tesoureiro da OAB nacional, afirma que, "nos próximos dois anos iremos certificar mais de 670 mil advogados o que viabilizará, cada vez mais, a prática processual por meio eletrônico". A expectativa da entidade é a de que os advogados, agora, comecem a utilizar em maior escala a certificação digital.

"Há uma tendência massiva de que os órgãos do Poder Judiciário ampliem rapidamente as práticas processuais com o uso da certificação digital de modo a oferecer grande comodidade para os advogados", acredita Atheniense. O advogado acredita que o fato de a OAB emitir os certificados minará a resistência de muitos advogados, que não confiam no processo digital.

Leia entrevista com Alexandre Atheniense

ConJur - O que é a certificação digital?

Atheniense - A certificação digital é uma forma de identificação de pessoas em ambiente eletrônico que, através de complexos cálculos matemáticos efetuados por um programa de computador, garante a autenticidade e a integridade de uma mensagem transmitida.

ConJur - Na prática, quais são os benefícios práticos que o certificado digital poderá propiciar para o advogado?

Atheniense - A certificação digital possibilita que o advogado se identifique para praticar atos sem o uso do papel no meio eletrônico. Há uma tendência massiva de que os órgãos do Poder Judiciário ampliem rapidamente as práticas processuais com o uso da certificação digital de modo a oferecer grande comodidade para os advogados. Na medida em que os advogados se acostumarem a substituir o papel pelo documento digital, a celebração de contratos, procurações, elaboração de pareceres bem como a transmissão de peças processuais terão maior dinamismo, rapidez e economia inclusive para os clientes.

ConJur - Onde e como utilizar a certificação?

Atheniense - A certificação poderá ser utilizada para a assinatura de documentos eletrônicos, como por exemplo: petições, contratos, pareceres e procurações, ou então para identificar pessoas em sites de acesso restrito. Em certos casos, poderá inclusive servir para identificar o advogado para receber intimações e citações por meio eletrônico nos sites dos órgãos do Poder Judiciário.

ConJur - Quais os documentos que serão exigidos durante o processo de obtenção do certificado digital?

Atheniense - É necessária a gravação do certificado digital no chip que acompanha a identidade digital do advogado emitida pela OAB. Este processo deverá ser realizado nos locais que estarão sendo divulgados pela entidade em todo território nacional, mediante o comparecimento do advogado munido da identidade profissional.

ConJur - Quanto custará o certificado digital da OAB?

Atheniense - O OAB conseguiu obter preço vantajoso em relação ao que se pratica no mercado atualmente para disponibilizar o certificado digital para os advogados. Será cobrado R$ 130 por um certificado que será gravado no chip de identidade do advogado com validade para três anos a partir da emissão.

ConJur - Qual o tipo de configuração é preciso para utilizar o certificado digital?

Atheniense - Os requisitos mínimos exigidos são: Sistema Operacional Windows 98; 2000; XP; Linux ou OS X ou superior. Processador Intel Pentium ou compatível; 64 MB (megabytes) de memória RAM (Random Access Memory); 10 MB (megabytes) de memória disponível em disco (Hard Disk) para instalação dos programas da leitora da cartão e assinatura digital; 1 Porta de comunicação USB (Universal Serial Bus).

ConJur - É preciso instalar um programa de computador específico para o uso do certificado digital?

Atheniense - Sim. Para elaboração de contratos, pareceres ou procuração, será necessária a aquisição de um programa de computador que permita a inserção da assinatura digital gerada a partir do certificado nos documentos eletrônicos produzidos. No caso de peticionamento eletrônico perante os órgãos do Poder Judiciário este programa será dispensável.

ConJur - Quem já tem a identidade do advogado com o chip e sem o certificado precisa pedir outro cartão para utilizar a certificado?

Atheniense - Não. Os inscritos que já receberam a nova identidade profissional de advogado emitida pela OAB com o chip, não precisarão solicitar um novo cartão. Será necessário apenas se dirigir a um local próximo aos pontos de atendimento que serão divulgados para que seja efetuado o processo de geração do certificado digital. Os inscritos que ainda possuem o modelo antigo da identidade profissional sem o chip deverão providenciar imediatamente a troca pelo novo modelo para obter as vantagens com o uso da certificação digital.

ConJur - Há dois certificados. O A1 e o A3: qual a diferença entre eles?

Atheniense - O certificado digital emitido pela OAB é do tipo A3. Isso significa que se trata de uma certificação digital que tem alto padrão de segurança e confiabilidade, pois o processo de credenciamento exige que o interessado compareça presencialmente munido de sua documentação. Para aferir segurança quanto à identificação do usuário o certificado será gravado em mídia não regravável como um chip ou token. Já o certificado digital do tipo A1 apresenta menores níveis de segurança de identificação do usuário, pois poderá ser emitido sem que haja a conferência presencial da documentação do solicitante. Por apresentar menor grau de segurança poderá ser gravado em mídia regravável como, por exemplo, o disco rígido, pen drive ou disquete.

ConJur - Qual o procedimento para gravar o certificado na identidade profissional da OAB?

Atheniense - Os interessados em obter o certificado digital deverão se dirigir aos endereços mencionados na lista que será divulgada pela OAB, levando sua identidade. Durante a XX Conferência Nacional, promovida em Natal, de 11 a 15 de novembro, estaremos emitindo certificados digitais para os inscritos em um posto de atendimento que será criado para esta finalidade.

ConJur - Quando a OAB vai disponibilizar a emissão dos certificados digitais?

Atheniense - Acreditamos que até o final do mês de setembro teremos condições de divulgar a lista dos diversos pontos de atendimento em todo território nacional pelo site do Conselho Federal da OAB, informando onde o advogado poderá gravar o certificado digital na sua identidade profissional.

ConJur - Qual o tempo de vigência do certificado?

Atheniense - O certificado digital da OAB inserido na identidade do advogado tem a validade de três anos.

ConJur - O que é a ICP-Brasil?

Atheniense - A ICP-Brasil significa infra-estrutura de chaves públicas do Brasil. É um ente governamental criado para regulamentar e estabelecer padrões técnicos e normativos para o uso da certificação digital.

ConJur - Como será o processo de renovação da validade do certificado da OAB?

Atheniense - Após o término do período de vigência do certificado (3 anos), o usuário deverá solicitar a renovação nos pontos de atendimento. Não será necessária a troca da identidade, apenas a gravação de novo certificado para o próximo período de vigência.

ConJur - O certificado digital do advogado já está sendo exigido no Judiciário?

Atheniense - Sim. Nos tribunais superiores (STJ e TST), no Supremo Tribunal Federal, em diversos TRTs e em vários Juizados Especiais Cíveis em 20 estados onde está instalado o sistema Projudi. O Conselho Federal vai publicar uma lista em seu site de todos os órgãos do Poder Judiciário que já implantaram as práticas processuais por meio eletrônico com o uso da certificação digital.

Fonte: Revista Consultor Jurídico


Envie por E-Mail

Os meios eletrônicos desafiam operadores do Direito
Governo lança cartilha com dicas de segurança em redes sociais
Lenovo planeja comprar rivais no Brasil
Você tem perfil para abrir uma empresa on-line?
Microsoft e ITI fecham acordo de cooperação
Funcionários não conseguem se desconectar.
Suporte estendido para Windows 2000 Server termina em 13 de julho de 2010
Funcionário da MS cogita Windows de 128 bits
Google invade privacidade e afronta Constituição
Advogados se rendem às facilidades dos smartphones
Antivírus fraudulento brasileiro "sequestra" sistema
Gripe suína é explorada por spammers
A era da tecnologia é também a era da insegurança
NIC.br cria mais três tipos de domínios
Justiça do Trabalho inicia implantação do processo virtual em nível nacional

Página de 7   
Total de notícias: 98


® 2007 Infraworksys Soluções em Tecnologia - Todos os direitos reservados!
Política de privacidade - Termos e condições